enxerto de gengiva

O que é e quais são os métodos de enxerto de gengiva?

O enxerto de gengiva nada mais é que um procedimento cirúrgico para repor o material ósseo que foi perdido e permitir que um implante dentário possa ser realizado na boca do paciente. Quem sofre com a falta de um ou mais dentes, antes que possa fazer a realização do implante devido a questões funcionais e estéticas, talvez primeiro necessite fazer o procedimento de enxerto de gengiva para firmar a arcada dentária para poder receber o enxerto.

Considerado um procedimento simples, o método de enxerto de gengiva tem três formas de ser realizado. O mais comumente utilizado para tratar a exposição demasiada da raiz gengival é o enxerto de gengiva de tecido conjuntivo, que usa um pedaço de tecido da região do céu da boca. Essa região é erguida para a retirada de um tecido conjuntivo subepitelial, que posteriormente é suturado acima da raiz exposta. Outro método é o enxerto de gengiva livre, que é muito parecido com o anterior, entretanto, uma camada mais superficial da região do céu da boca é utilizada. O outro modo de enxerto é o pediculado, que usa tecidos próximos ao dente a ser reparado.

O enxerto de gengiva garante ao paciente não somente a possibilidade de realizar o implante dentário, mas também pode parar com a perda óssea e a retração gengival. Além disso, o procedimento pode reduzir a sensibilidade dos dentes, principalmente a alimentos quentes e frios, e diminuir a propensão de desenvolvimento de cáries nas raízes dentais.

Cuidados pré e pós realização do enxerto de gengiva

Assim como qualquer outro tipo de intervenção no corpo, para a realização do enxerto de gengiva as recomendações do cirurgião dentista devem ser seguidas à risca para garantir o maior sucesso possível na operação. Antes da realização da cirurgia, é necessário fazer um severo controle da placa bacteriana. O paciente também não pode fumar e deve utilizar corretamente anti-inflamatórios e antibióticos prescritos pelo profissional. Após a cirurgia, o paciente deve:

  • Evitar esforços físicos;
  • Não manipular ou escovar a área de realização do enxerto até a retirada das suturas;
  • Ingerir alimentos pastosos (frios) e bebidas geladas;
  • Evitar a exposição a luz solar;
  • Utilizar corretamente as medicações prescritas.

Cuidar corretamente deixa o processo mais tranquilo

A realização de um enxerto de gengiva é importante para melhorar a autoestima de quem o realiza, mas além disso, ele é importante para garantir um funcionamento completo da cavidade oral do paciente já que possibilita o implante dentário. Ao contrário do que se pode imaginar, perder um dente e deixar um “espaço” no lugar é danoso para a saúde bucal, podendo trazer problemas inclusive para os dentes saudáveis.

A correta higienização bucal é a melhor forma de se evitar problemas futuros e a realização de um possível procedimento cirúrgico. Mas quando este é necessário, existe a dúvida do quanto ele pode ser doloroso. A cirurgia é indolor, pois há anestesia. O que pode se tornar mais incômodo é a sua recuperação, pois exige uma mudança de hábito. Mas com paciência e disciplina para seguir as recomendações do cirurgião dentista, a cicatrização se torna mais rápida e fácil.

Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Odonto atende enxerto de gengiva:


ANS

0800 730 7373

atendimento@idealodonto.com.br

Ouvidoria

4003 3428

ouvidoria@idealodonto.com.br

Cartões