gengiva sangrando

Gengiva sangrando é sinal de alerta

A gengiva inflamada costuma ter uma cor mais avermelhada que o normal ou até numa cor roxa. Fica inchada, sensível e sangra com facilidade durante a escovação e durante o uso de fio dental. Apesar disso, só incomodam quando são tocadas. Quando a pessoa nota estas situações deve procurar o consultório odontológico para que gengiva sangrando possa ser resolvida antes que evolua para um quadro pior.

A gengivite é, algumas vezes, o resultado dos efeitos do acúmulo de placa no longo prazo – embora a doença possa ser notada bem antes também. Gengivite é a primeira fase da doença periodontal, que consiste em uma inflamação e infecção que provoca alterações nos tecidos que dão sustentação aos dentes.

Causas para gengiva sangrando

Danos à gengiva podem ser resultantes de inúmeras causas. Gengiva sangrando pode ser o resultado de escovação excessiva ou a limpeza vigorosa com fio dental podem causar gengivite. Além disso, mudanças hormonais também podem aumentar o risco de desenvolver essa inflamação, pois deixam as gengivas mais sensíveis.

Os fatores de risco para esta situação são os seguintes:

  • Mudanças hormonais como puberdade e gravidez;
  • Higiene bucal deficitária;
  • Aparelhos ortodônticos mal instalados;
  • Boca seca;
  • Doenças como Diabetes.

O diagnóstico de gengivite se dá por meio da descrição dos sintomas do paciente e da avaliação bucal. O dentista procurará por acúmulo de placa e depósitos de tártaro no dente e, em seguida, avaliará a situação das gengivas. O tratamento de gengivite consiste em eliminar as causas para reverter os sintomas da inflamação e impedir que ela progrida para algum problema mais grave.

Consequências graves em gengiva sangrando

Quando o paciente não busca tratamento para gengiva sangrando as consequências podem ser graves. Entre as quais pode afetar a estrutura dentária e provocar a queda dos dentes da boca. Entre as complicações da gengivite estão a periodontite, em que o osso e as fibras que mantém os dentes em posição são muito danificados, e a periodontite avançada, em que o osso que sustenta o dente está muito reabsorvido.

Gengiva sangrando não tratada também pode provocar problemas no organismo do paciente:

  • Problemas no coração;
  • Acidente Vascular Cerebral;
  • Mulheres grávidas podem ter parto prematuro;
  • Doenças pulmonares;

O dentista é o melhor aliado para enfrentar gengiva sangrando. Mas o paciente tem condição de prevenir o problema no seu cotidiano através das práticas corretas de higiene bucal e uma dieta balanceada, evitando alimentos carregados em açúcares. Escovação completa de todos os dentes, língua, gengivas, paredes internas e céu da boca e, em seguida, com uso de fio dental e enxaguante bucal para eliminar as bactérias que possam ter escapado do alcance da escova de dente.

Uma consulta com o dentista periodicamente, de preferência uma vez a cada seis meses ou um ano. Para quem estiver dentro de grupos considerados de risco, em que as chances de desenvolver gengivite são maiores, as visitas ao dentista deverão ocorrer com mais frequência. Quem deixa de fazê-lo por questões financeiras deve pensar seriamente em contratar um plano odontológico, que permitirá o acesso por valor mais em conta que na rede particular.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Odonto atende gengiva sangrando:


ANS

0800 730 7373

atendimento@idealodonto.com.br

Ouvidoria

4003 3428

ouvidoria@idealodonto.com.br

Cartões