plano dentário

Plano dentário é aliado do bolso

O paciente que deixa de frequentar um consultório odontológico por não poder arcar com as despesas de uma consulta particular tem uma excelente alternativa no plano dentário. Com ele será possível por um valor bem mais em conta receber atendimento, incluir dependentes como esposa (o) e filhos e manter a saúde bucal de todos em dia.

Independentemente da propensão a cáries, outros fatores, como o envelhecimento e os hábitos alimentares, tornam necessárias visitas mais frequentes ao dentista. O problema é que mesmo os procedimentos mais simples e baratos, quando executados com regularidade, podem pesar no bolso. Por isso o plano dentário é um aliado do orçamento, pois permite um maior número de consultas pelo mesmo preço da mesma mensalidade.

Funcionamento do plano dentário

Muito parecido com o plano de saúde comum, pelo pagamento de uma mensalidade, o beneficiário tem direito a atendimento odontológico em uma rede de profissionais credenciados. Cada tipo de plano dentário possui uma cobertura diferente, de acordo com o valor da mensalidade.

Alguns planos cobrem apenas procedimentos mais simples. Já outros abrangem também os de maior complexidade. A agência reguladora do setor determina o que deverá estar contemplado. Por isso o paciente deve estar atento se o plano dentário que está cogitando atende verdadeiramente o seu interesse.

  • Uma lista mínima de procedimentos odontológicos constam na cobertura de todos os planos;
  • Procedimentos como restaurações, tratamento de cáries, limpeza, remoção de tártaro fazem parte da lista;
  • Alguns planos abrangem também procedimentos de maior complexidade;
  • Tratamentos de natureza estética, como clareamento dos dentes, geralmente não são cobertos.

Os exames de raios-X também costumam ser incluídos, seja de um dente só ou radiografia panorâmica. Outra questão comum é se os planos odontológicos cobrem implantes dentários e próteses. A maioria dos planos não cobre a colocação de implantes, mas alguns cobrem a fabricação de próteses. O paciente deve confirmar com a empresa antes.

Escolher o melhor plano dentário

Para escolher o melhor plano odontológico para você, considere tudo o que é oferecido. Os procedimentos cobertos, a rede de dentistas que atende pelo plano, se ele oferece atendimento 24 horas, e qual o prazo de carência requerido, são alguns dos itens que devem ser levados em conta. No caso da carência trata-se do período que deve ser aguardado para o consumidor começar a usar o plano. Ao contratar um convênio, redobre a atenção para não perder de vista essa informação que deve constar no contrato.

Outro fator que pode influenciar na decisão do plano dentário é a existência de coparticipação, em que uma taxa extra é cobrada da mensalidade cada vez que for usado. Ao menos que o indivíduo pertença ao pequeno grupo de pessoas que nunca tem cáries ou tártaros, a contratação só tem vantagens a oferecer. Mesmo um procedimento trivial, como o de limpeza, ou uma simples consulta inicial, pode custar mais caro do que a mensalidade do plano. Quem usar o plano dentário, mesmo os mais simples com regularidade, de forma preventiva, e não apenas quando estiver com dores insuportáveis, não chegará a ter problemas mais sérios.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Odonto atende plano dentário:


ANS

0800 730 7373

atendimento@idealodonto.com.br

Ouvidoria

4003 3428

ouvidoria@idealodonto.com.br

Cartões