remover tártaro

O que o dentista faz para remover tártaro?

O tártaro é um dos problemas mais comuns no âmbito da saúde bucal e que geram muitos outros, não sendo à toa uma das principais queixas que chegam ao consultório odontológico. E ele surge devido ao endurecimento da placa bacteriana que se desenvolve na superfície dos dentes, conferindo um aspecto amarelo desagradável. E mais do que visualmente, sua camada espessa pode ser sentida com o passar da língua sobre a dentição, o que traz ainda mais desconforto ao paciente.

Logo, uma pessoa que obtém o diagnóstico que aponta a necessidade de remover tártaro, deve procurar por um dentista para que essa remoção seja feita de maneira adequada, eficiente e segura, sem expor a saúde bucal a riscos de desgaste dentário. O especialista utiliza técnicas e instrumentos apropriados para remover tártaro que cabem apenas aos profissionais da odontologia.

Em casos em que o estágio é avançado, o dentista poderá realizar uma limpeza dental, também conhecida como profilaxia dentária, para então remover tártaro e placa bacteriana. Mas se a limpeza não for o suficiente, o especialista pode recorrer a uma raspagem que pode ser inclusive subgengival, ou seja, embaixo da gengiva. E para tanto são utilizados curetas, pinças clínicas, escavadores e outros instrumentos que devem ser manuseados apenas por um dentista. Isso sem contar que as técnicas de raspagem sem ferir a gengiva são habilidades que só esses profissionais têm.

Por que se deve remover tártaro o quanto antes?

Não é difícil responder a essa pergunta já que existem inúmeras razões para tal. A única ressalva importante que deve ser feita é que o ideal é não chegar a necessitar remover tártaro, ou seja, não permitir que ele chegue a se desenvolver dentro da boca. Manter uma boa higienização oral e visitas regulares ao dentista são fundamentais para se prevenir em relação a esse problema. Mas se ela já existe, saiba por que remover tártaro deve ser feito o quanto antes:

  • Causa mau hálito;
  • Deixa os dentes espessos e amarelados;
  • Pode causar cárie;
  • É porta de entrada para doenças como gengivite e periodontite;
  • Em casos mais avançados, pode culminar na perda do dente.

Alimentos recomendados e os que devem ser evitados

A higiene bucal tem papel importante na prevenção desse problema, mas, a alimentação também pode ajudar a evitar ou contribuir para o surgimento do tártaro. Um exemplo de alimento que pode e deve ser consumido diariamente, por exemplo, é a maçã, que tem uma espécie de efeito detergente natural e é capaz de promover uma limpeza nos dentes, sendo recomendado seu consumo após as refeições.

Um outro alimento benéfico, mas que deve ser consumido com moderação na dieta diária é o queijo amarelo. Uma fatia desse item ajuda a balancear o pH da boca. Já os carboidratos como pães, bolos, bolachas recheadas, salgadinhos e similares possuem o efeito contrário, elas liberam ácidos que quando entram em contato com as bactérias presentes na boca pode resultar em danos para os dentes, como cárie, placa bacteriana e consequentemente tártaro.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Odonto atende remover tártaro:


ANS

0800 730 7373

atendimento@idealodonto.com.br

Ouvidoria

4003 3428

ouvidoria@idealodonto.com.br

Cartões