tártaro na gengiva

Como se dá um quadro de tártaro na gengiva?

A gengiva, parece de certa forma, uma forte e resistente mucosa que ajuda na sustentação dos dentes, e de fato ela é uma camada bastante eficiente e segura, porém, ela não é indefectível e deve ser bem cuidada para não deixe de ser sadia. Há muitas doenças gengivais que representam perigo para todo o organismo e muitas delas começam com um quadro de tártaro na gengiva.

Mas como se dá um quadro de tártaro na gengiva? Pois bem, antes de chegar ao tecido gengival, o tártaro se criou nos dentes, e anterior a esse processo houve o surgimento e a proliferação da placa bacteriana. Ou seja, uma situação, infelizmente bastante comum que é essa camada de germes (ou biofilme) pode evoluir para tártaro na gengiva e causar muito transtorno a uma pessoa.

E não é para menos já que o tártaro na gengiva ou no dente é conhecido também como um cálculo dental, ou seja, é uma calcificação que se desenvolve na superfície do dente e que pode ser sentida com o passar da língua, trazendo bastante incômodo. Aliás, por falar em se sentir incomodado com tártaro na gengiva, há de se ressaltar que o aspecto visual é bastante afetado pois esse cálculo pode ser visto com extrema facilidade, haja vista que deixa os dentes bem amarelados.

Como evitar a formação de tártaro na gengiva

Já se sabe que o tártaro na gengiva é uma evolução de um quadro de placa bacteriana, dessa maneira, é preciso então evitar a formação desse biofilme. Para tanto, o recomendado é que pessoas de todas as faixas etárias disponham de alguns cuidados diários e outros mais espaçados. E dentro desse pacote inclui-se:

  • Visitas regulares ao dentista para a realização de uma limpeza (profilaxia dentária), a cada seis meses;
  • Evitar o consumo de carboidratos refinados;
  • Escovar os dentes após as refeições, no mínimo três vezes ao dia;
  • Utilizar fio dental diariamente;
  • Fazer uso de enxaguante bucal de três a quatro vezes por semana;
  • Quem utiliza aparelho ortodôntico fixo deve redobrar a atenção à parte da higiene bucal, pois a estrutura do acessório, seja ele metálico ou transparente, favorece maior acúmulo de resíduos.

Possíveis tratamentos

Para remover o tártaro na gengiva, recomenda-se procurar por um dentista, pois pode ser necessário realizar uma raspagem gengival ou um alisamento radicular. Ambos são procedimentos relativamente simples, parecidos e que devem ser feitos em um consultório odontológico. A raspagem para eliminar o tártaro na gengiva pode ser feita manualmente ou com o auxílio de aparelhos ultrassônicos. Tal procedimento extirpa também todo e qualquer vestígio de placa bacteriana. O dentista faz um movimento de raspagem especialmente na área que delimita o dente e a gengiva.

Já o alisamento radicular, o movimento é semelhante ao da raspagem, porém é feito não apenas no limite entre o dente a gengiva, mas sim sob o tecido gengival. O dentista, munido de toda a técnica e cuidado, remove resíduos alimentares que estejam localizados abaixo da borda gengival.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Ideal Odonto atende tártaro na gengiva:


ANS

0800 730 7373

atendimento@idealodonto.com.br

Ouvidoria

4003 3428

ouvidoria@idealodonto.com.br

Cartões